Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Agência do IBGE de PB prepara Censo Demográfico

A agência do (IBGE) Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de Pato Branco está iniciando os preparativos para realizar em 2010, o Censo Demográfico. Na quarta-feira pela manhã, o chefe da agência, João da Silva, esteve reunido com o presidente da Câmara Municipal, Guilherme Silverio (PMDB),quando repassou informações a respeito da operação censitária. Para integrar a comunidade, o IBGE promove uma reunião no Plenário do Legislativo, no dia 22 de julho, às 14h, com o objetivo de formar a (CMGE) Comissão Municipal Geografia e Estatística. A comissão será integrada por representes de entidades governamentais e não governamentais. O Legislativo, segundo o chefe da agência do IBGE, João da Silva, terá um representante na comissão. Ele explicou que, a intenção é tornar a comissão permanente, justamente para propiciar a atuação conjunta instituto e a sociedade cível organizada e, fomentar a transparência de geografia e estatística e a participação social nos processos e na disseminação dos estudos, levantamentos, mapeamentos e pesquisas da instituição. Os integrantes da comissão,adianta Silva, vão apoiar o instituto na preparação da base cartográfica, pois existem algumas pendências na área urbana, na divisa entre os municípios de Pato Branco e Vitorino, na divulgação do teste seletivo, sugerir os locais de instalação dos postos de coleta e o acompanhamento do trabalho através da solicitação de relatórios. Seleção: Para realizar a contagem da população, o IBGE vai contratar 60 recenseadores e 10 mensalistas. Os mensalistas começam a trabalhar no mês de março do próximo ano. A contratação é feita pelo sistema de teste seletivo. O presidente do Legislativo, Guilherme Silverio (PMDB), destacou a importância do censo demográfico, pois o resultado implica no aumento ou na redução de repasse de recurso da União. Ele disse que o Legislativo é parceiro, inclusive promoverá reuniões em pareceria com o IBGE. O censo populacional,ressaltou Silverio, produz informações imprescindíveis para a definição de políticas públicas e a tomada de decisões de investimento, provenientes da iniciativa privada ou de qualquer nível de governo, e constituem a única fonte de referência sobre a situação de vida da população nos municípios. “Todos devem receber bem os recenseadores e passar as informações verdadeiras. A partir delas, são desenvolvidos programas com o aporte de recursos do Estado e do Governo Federal”, disse o presidente.