Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Ubiracy José Tesserolli

Aprovado projeto do Executivo que aumenta remuneração de comissionados

A pauta da sessão do Legislativo de segunda-feira (08), com  treze matérias, foi aprovada pelos vereadores. Em primeira discussão e votação, o projeto de lei, de iniciativa do vereador Rodrigo Correia (PSC), que trata sobre reflexão, conscientização e o atendimento por parte da rede aos autores de violência doméstica contra as mulheres.

O projeto prevê a realização de palestras expositivas e orientações ministradas por convidados com notório conhecimento sobre temas abordados a ser executado pelos técnicos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), e o trabalho psicossocial de reflexão e reeducação promovido pelo Centro de Atenção Psicossocial (Caps).

O projeto de lei, de autoria do vereador Claudemir Zanco, Biruba (PDT), subscrito pelos demais vereadores, acrescenta à Lei Geral do Transporte Público, no item que trata do transporte escolar, que para obtenção da autorização de autônomo para a exploração do serviço escolar é permito ceder seu veículo em regime de colaboração a um motorista auxiliar, residente no Município, quando por afastamento médico, licença gestante ou licença paternidade, devidamente comprovado.  Para a obtenção da autorização para o motorista auxiliar, conforme o projeto deverá ser atendido às exigências que são exigidas dos condutores titulares.

Aprovado o projeto de lei que fixa o valor dos  novos subsídios  dos conselheiros  tutelares de Pato Branco. O presidente da entidade passará a receber R$ 4.105,54 e os demais conselheiros R$ 3.310,93. O aumento médio é de 30% sobre o valor atual do subsídio, de 2.546,87. O conselheiro que respondente pela presidência da entidade tem direito a uma gratificação.  Atualmente, Pato Branco possui cinco conselheiros tutelares.

Apresentado pela vereadora Marines Boff Gerhardt (PSDB), os vereadores aprovaram o projeto de decreto legislativo que concede Medalha de Honra ao Mérito Pato-branquense à Sueli Rosa Dartora, administradora do Legislativo, pelo trabalho de resgate  da história em livro da política local.

Com os votos contrários dos vereadores Rodrigo Correia (PSC) e Gilson Feitosa (PT), foi aprovado o projeto de lei, de autoria do prefeito Augustinho Zucchi, que trata da estrutura administrativa e de cargos comissionados. O projeto eleva a remuneração dos comissionados e cria novos cargos, o que  vai gerar um impacto financeiro, segundo o vereador Gilson, de R$ 331.789,52.  No ano, o Município gasta com os comissionados mais de R$ 551 mil. Com o aumento a despesa passará para R$ 886 mil, ou seja, aumento médio de 60%.

Por fim, aprovada moção de aplauso a ser concedida a Paulo Vicente Stefani, extensiva a todos os servidores lotados na Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, pelos relevantes serviços prestados. A proposição é do vereador Amilton Maranoski (PV).