Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Bertani, esclarecimentos sobre entrevista

Na sessão de ontem (22), da Câmara Municipal de Pato Branco, o vereador Nelson Bertani (PDT) esclareceu algumas afirmações feitas pelo vereador Cilmar Pastorello (PL) em entrevista concedida ao programa “De Olho na Economia”, transmitido pela Televigo Canal 10.“Uso a tribuna hoje para restabelecer a verdade sobre as declarações feitas pelo vereador. Sobre o terreno para instalação da Confepar, ele afirmou que o prazo da doação está expirado, e a indústria ainda não se instalou. Na verdade, a doação vai vencer somente em maio, e recentemente os diretores da Confepar estiveram em Pato Branco explicando o porquê da demora para a instalação. Porém, o vereador não estava na reunião e por isso não sabe os motivos”, disse. Outra afirmação feita por Pastorello, refere-se a reforma do gabinete do prefeito, segundo ele, foram gastos R$ 200 mil. “A documentação está disponível na câmara, sendo que o custo foi de R$ 43,7 mil. O gabinete precisava da reforma, pois o prefeito recebe inúmeros empresários, autoridades e população. Assim como o plenário da câmara também precisa de reforma, o gabinete também precisava. Acho que o vereador usou de má fé, em passar uma informação errada, ou não olhou a documentação disponível na câmara”, afirmou Bertani. Pastorello explicou que os R$ 200 mil a que ele se referiu, eram para reforma do gabinete e das salas adjacentes. O vereador Volmir Sabbi (PT) relatou que foi um dos proponentes do requerimento que pedia esclarecimentos sobre os gastos para reforma do gabinete do prefeito. “Lembro que a informação que veio trazia um custo de R$ 43 mil. Porém, não me sinto esclarecido com a resposta, pois sou formado em engenharia civil, conheço sobre gastos de construção, e acredito que no gabinete e salas adjacentes foram gastos mais que R$ 43 mil”, questionou.Bertani também abordou a questão da televisão de plasma comprada para o gabinete. “O vereador disse que foi gasto R$ 10 mil, mas tenho a nota da compra com o valor de R$ 4.999,00”, disse, relatando que a televisão é importante, pois é usada para qualificação, cursos e apresentação de projetos, por exemplo. Na entrevista, Pastorello declarou que no exercício de 2006, a prefeitura teria um déficit. “A Prestação de Contas de amanhã (hoje) vai mostrar um superáficit de R$ 185 mil”, disse Bertani. “O vereador também falou que o prefeito faz terrorismo com os funcionários. Porém, o prefeito sempre pregou o aspecto familiar, e visita todos os setores da administração. Ele se reúne com os diversos setores da prefeitura e procura um diálogo aberto com os funcionários. Inclusive, não há defasagem salarial em seu período, e se os outros administradores tivessem feito isso, não estaríamos com a defasagem atual de 30%”, ressaltou.“Quanto as sindicâncias citadas, de 1.300 funcionários, foram abertas somente dez. Sendo que em apenas três houveram indicação de punição. As sindicâncias são necessárias para avaliar tecnicamente as questões”, salientou.Pasteorello também abordou na entrevista a realização das feiras e eventos como a Expopato, com organização da prefeitura. “O lucro obtido na Expopato, que teve a frente o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Júlio Lattmann, foi de R$ 214 mil. Além de outros eventos organizados por Lattmann e que tiveram sucesso, trazendo o importante turismo de eventos para a cidade”, revelou.“Também foi dito que essa administração não fez obras. Quero afirmar que o município está sim fazendo suas obras, e precisaríamos de um espaço maior para citá-las. Foram terminados sete ginásios de esportes, diversos asfaltamentos, reformas em Postos de Saúde, renovação da frota, por exemplo”, enumerou.Sobre as críticas feitas a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Bertani relatou que foram gerados através de doações de imóveis para indústrias 409 empregos diretos, além da ampliação de indústrias do município, como a Seva e Implasul, esta com mais de 500 empregos. Ele citou ainda o Programa de Auto Emprego (PAE), que qualificou no primeiro ano 521 alunos, 1.368 no ano passado, e é conduzido por Lattmann.“Acredito que devemos nos unir e lutar pelo bem de Pato Branco. Ao ouvir essas inverdades, tive que usar a tribuna para esclarecer os fatos, pois temos sempre que ouvir os dois lados”, finalizou Bertani.