Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

CEI que investigou Depatran conclui relatório final

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) constituída em novembro do ano passado com objetivo de apurar supostas irregularidades de caráter administrativo e financeiro no Departamento Municipal de Trânsito (Depatran) chegou nesta semana à conclusão e aprovação do seu relatório final, que deve ser apreciado em plenário na forma de projeto de resolução na próxima semana.No espaço do grande expediente da sessão de ontem (18), da Câmara Municipal de Pato Branco, o vereador William Machado (PMDB), relator da CEI, fez a leitura resumida do relatório que conta com aproximadamente 750 páginas. Esse extenso processo é resultado de diversos documentos solicitados e depoimentos colhidos em mais de 15 oitivas com agentes de trânsito e outras pessoas envolvidas.A respeito da “troca de cheques”, uma dos principais fatos denunciados em meios de comunicação que motivaram a abertura da CEI, a conclusão do relatório é que, apesar da declaração de alguns agentes de trânsito de que a prática existia, não houve documentos que pudessem comprovar a “troca de cheques”. William Machado informou que para existir essa comprovação é necessária a quebra de sigilo bancário do Depatran, o que foi solicitado pela comarca de Pato Branco do Ministério Público, que também investiga denúncias contra o departamento.Sobre as supostas irregularidades quanto às infrações de trânsito, o relatório cita o depoimento de dois agentes de trânsito que confirmam a existência de uma lista de placas as quais “não deveria ser levado adiante o aviso de notificação e consequentemente de infração”.O relatório finaliza com a apresentação de sugestões da CEI para melhor organização do departamento, são elas: “que os agentes de trânsito devem desempenhar somente funções externas; que as questões de ordem administrativas de ordem interna do Depatran sejam desempenhadas por servidores concursados para as respectivas funções, podendo ser relocados de outros órgãos da administração municipal; que seja elaborada guia de recebimento próprio do Depatran, devendo ser recolhida preferencialmente em estabelecimentos bancários, e preenchido com o valor do serviço; que seja criada a Secretaria Municipal de Trânsito”.