Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Está tramitando no Legislativo projeto que proíbe uso de tração animal

A situação de animais abandonados ou vítimas de maus tratos em Pato Branco está cada vez mais complicada, já que não faltam políticas públicas para resolver o problema. O último registro ocorreu na semana passada. Em um bairro do Município, uma égua foi vitima de maus tratos e abandonada pelo dono na Zona Sul.A situação gerou manifestação de entidades protetoras de animais e chegou à Câmara de Vereadores. Representantes das entidades pediram e, com urgência, o fim do uso de animal para tração no perímetro urbano. O grupo exibiu cartazes que pediam um basta aos maus tratos de animais, por exemplo, “chega de tração animal”.Izamara Fantinel, protetora independente responsável pelo Brechó Animal, disse que é necessário que a legislação de proteção dos animais venha a ser cumprida em sua plenitude. As entidades encaminharam ao Legislativo, documento reivindicando uma lei que proíba o uso de animal na tração, ou seja, é um comum encontrar pelas vias públicas animais puxando carroças e carrinhos de agentes ambientais, conhecidos como catadores de lixo. Para atender a demanda das entidades, os vereadores Rodrido Correia (PSC), Marco Pozza (PSD), Joecir Bernardi (SD), Carlinho Polazzo (Pros) e Ronalce Moacir Dalchiavan (PP), apresentaram um projeto de lei que proíbe a utilização de veículos de tração animal em vias públicas urbanas, como carroças, charretes e outros meios de transportes. Em havendo descumprimento da lei, o animal será recolhido imediatamente e o responsável é multado em 50 UFMs, em caso de reincidência a multa passa para 100 UFMs, ainda, é realizado o recolhimento do animal e do veículo.“Não é justo usar um animal para trabalho forçado”, afirmou Pozza, em entrevista coletiva à imprensa, lembrado que, a partir de agora, o projeto segue à sua tramitação normal. A primeira fase é o parecer da assessoria jurídica, após segue para as comissões permanentes ou técnicas.