Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Estado doa terreno para construção de escola

O presidente da Câmara Municipal de Pato Branco, Guilherme Silverio (PMDB), anunciou na tarde de hoje (15) que em audiência realizada nesta semana com o governador do estado, Roberto Requião, onde estiveram presentes os deputados estaduais Augustinho Zucchi (PDT) e Nereu Moura (PMDB) e o prefeito Roberto Viganó (PDT), foi decidido, a pedido de Viganó, que parte do terreno pertencente ao Colégio Estadual de Pato Branco será doado ao município. Nessa área, de aproximadamente 13 mil metros quadrados, será edificada uma escola municipal, com recursos do governo estadual que foram conquistados pelo município em outra audiência com o governador, realizada no mês passado. “O deputado Nereu Moura relatou que eles saíram da audiência com o documento carimbado. O prefeito determinou a Secretaria Municipal de Obras o levantamento do memorial descritivo do imóvel e na próxima terça-feira, o prefeito deverá fazer lançamento oficial”, comemorou Silverio. O presidente destacou ainda que este modelo de escola atende aos modernos padrões de educação e será referência na região.Essa conquista também é fruto de uma preocupação colocada pelo vereador Valmir Tasca (DEM) em sessão realizada no último dia 28, quando sugeriu ao Executivo a construção de uma escola atrás do Colégio Estadual de Pato Branco. Segundo Tasca, o prefeito pretendia construir com os recursos do Governo do Estado uma escola no distrito de Nova Espero. “A comunidade daquele distrito merece uma escola municipal, mas acredito que o Executivo deva construir uma escola para atender a pequena demanda existente, que pode ser feita com recursos do próprio município. Então, os recursos do estado, na ordem de dois milhões de reais, podem ser empregados na construção de uma escola junto ao Colégio Estadual de Pato Branco, que atenderia a uma grande demanda”, opinou.Tasca relatou que o Colégio Estadual de Pato Branco cede 13 salas para o município e o Colégio Estadual Castro Alves, oito salas. A sugestão do vereador atenderia a essa demanda, que está em crescimento e liberaria as salas para os colégios utilizarem. Ainda segundo Tasca, Nova Espero tem 180 alunos, cem do ensino fundamental, enquanto que a escola que está sendo sugerida pelo vereador atenderia aos bairros: Jardim das Américas, Anchieta, Sambugaro, Jardim Primavera, Menino Deus, Centro, Amadori, Santa Terezinha, Vila Esperança, Bela Vista e Dal’Ross, somando um número bastante superior de alunos.