Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Implantação do Samu volta a ser debatida na câmara

Durante a Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Pato Branco, realizada ontem (21), o vereador Volmir Sabbi (PT) levantou a questão da implantação do Sistema de Atendimento Médico de Urgência (Samu) em Pato Branco. No ano passado, o município implantaria uma unidade do Samu. Na época, o vereador Guilherme Silverio (PMDB) usou a tribuna livre e pediu apoio dos edis para efetivar a implantações do sistema. “Viajei para Curitiba para recolher dados sobre o Samu. Acho importante citar que o Governo Federal fornece gratuitamente as ambulâncias e uma UTI móvel, os custos de manutenção são repartidos entre os governos federal (50%), estadual (25%), com contrapartida do município (25%)”, explicou o vereador.Sabbi resolveu trazer a tona esse debate depois de ler uma notícia publicada em jornal de Maceió. A matéria falava da implantação da centésima unidade do sistema, na cidade de Picos, interior do Piauí. “O Samu foi criado no ano de 2003, e com essa centésima unidade, o sistema atende a 766 municípios. O serviço consiste em atendimento imediato a emergências, com isso, até o tempo de internamento e recuperação seriam reduzidos, diminuindo gastos”, relatou Sabbi.O líder do PT, buscando o porquê do município de Picos julgar viável a implantação do Samu e o de Pato Branco não, fez uma pequena pesquisa. “Picos tem 71 mil habitantes e sua arrecadação é a metade da de Pato Branco. Segundo depoimentos, o tempo de atendimento de urgência reduziu de 40 para 12 minutos e várias mortes foram evitadas por esse serviço naquela cidade”, finalizou Sabbi. O vereador Aldir Vendruscolo (PFL), líder do governo na câmara, disse que o prefeito Roberto Viganó (PDT) teve grande interesse na implantação do Samu. “Lembro que estava junto ao prefeito e o vereador Marco Pozza (PMDB) e ficamos deslumbrados com a possibilidade de trazer o Samu para Pato Branco. Porém, um estudo realizado com participação do secretário Municipal de Saúde, Flávio Ceni, acabou considerando o Samu inviável para Pato Branco. Minha idéia é convocar o secretário para que ele esclareça esse assunto”, indicou Vendruscolo, ressaltando que o prefeito teria comemorado a possibilidade de implantação do sistema.