Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Legislativo integrado com as ações de prevenção de acidentes de trânsito

A chefe da 5ª Ciretran de Pato Branco, Marilene Meneguzzo Schmomberger, a convite do vereador Vilmar Maccari (PDT), participou a sessão da Câmara de Pato Branco e disse que o Maio Amarelo é um conjunto de atividades. É movimento que grande parte da comunidade são sabia que existia. O Maio Amarelo iniciou pela preocupação constante de reduzir acidentes e transformar a sociedade em um povo mais fraterno e educado, quando o assunto é trânsito. Cada vereador recebeu uma camiseta e símbolos do evento. Segundo Marilene, o trânsito não é só de responsabilidade das autoridades, o trânsito é de cada cidadão, a sociedade é responsável. O Maio Amarelo não é uma campanha, mas uma ação, um movimento criado pela Organização das Nações Unidades (ONU) há 15 anos. No Brasil as ações começaram em 2014. No Paraná, conforme a chefe da Ciretran, o evento acontece pelo segundo ano. Em Pato Branco, o Maio Amarelo, envolve diversas entidades da sociedade civil organizada, entidades governamentais e não governamentais. Ela também sugeriu que o Legislativo institua através de uma legislação, um dia específico dentro do Maio Amarelo. Explicou que todas as ações que estão em andamento serão apresentadas à ONU. No Estado, a Lei 18.624, que instituiu o Maio Amarelo no Paraná, foi assinada pelo governador Beto Richa no ano passado. Durante todo este mês, haverá palestras, blitz educativas. São 31 campanhas programadas – uma para cada dia do mês.