Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Meio-passe estudantil é tema de debate com órgão gestor do transporte coletivo

Reunião foi coordenada pelo vereador Raffael Cantu (PC do B), autor do projeto de lei que propõe ampliação do passe estudantil. A matéria foi retirada da pauta de votação para ampliar o debate. O evento contou com a presença de estudantes, dos vereadores Laurindo Cesa (PSDB) e Gilson Feitosa (PT). A proposta busca a concessão do benefício destinado às atividades extracurriculares, por exemplo, palestras, cursos, eventos sobre educação e outros. O coordenador do órgão gestor do Sistema de Transporte Coletivo de Passageiros Urbano e Interiorano, Valdocir Afonso, explicou como funciona à concessão do meio-passe, o número de estudantes cadastrados no sistema. A legislação disponibiliza ao estudante dois passes diários {dias letivos}, conforme comprovação de matrícula. Na hipótese de passes adicionais, explicou Afonso, existe necessidade de um documento emitido pela instituição de ensino.Para atender o que está previsto no projeto de lei, de autoria do vereador Cantu, o coordenador do órgão gestor disse que é necessário alterar a legislação, e fazer constar a fonte de custeio, de subsídio. “Elevando-se o número da gratuidade, o custo operacional é colocado na planilha, e o trabalhador é quem vai pagar”, explicou Afonso, salientando que “se não existir a fonte, o usuário que utiliza diariamente o serviço arcará com os custos, ou seja, aquele que paga a passagem integral”.O representante dos estudantes, Eduardo Balbinotti Fernandes, defende a ampliação do benefício, ele argumenta que o aprendizado não está restrito à sala de aula, à universidade, mas em vários locais, e o estudante precisa se locomover para chegar no teatro, no Sesc, na biblioteca.