Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Musicoterapeuta aborda importância da música na formação humana

A musicoterapeuta Cheila Piaceski participou da última sessão da Câmara Municipal de Pato Branco, realizada nesta segunda-feira. Convidada pelo vereador Marco Pozza (PMDB), ela usou os 15 minutos do tempo regimental para falar sobre o curso de formação continuada para professores das escolas municipais e centros de Educação Infantil de Pato Branco.Segundo Cheila, o projeto se chama “Cirandinha”, e tem como objetivo principal usar a música e seus elementos (ritmo, harmonia e melodia) como ferramentas pedagógicas. “Esse projeto foi apresentado por mim para a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, que aprovou. Ele teve início em agosto do ano passado, quando trabalhei com os professores e coordenadores da educação infantil”, relatou. Neste ano, o projeto se estendeu para as escolas municipais. “O curso começa trabalhando a percepção da linguagem corporal e sensibilização corporal; em seguida, estudamos os efeitos psicológicos e fisiológicos provocados pelo som; depois disso, a musicalidade. Nesse estágio eu repasso atividades ligadas com a música, que os professores poderão utilizar em sala de aula”, explicou. Além desses tópicos, a musicoterapeuta ensina a fabricar instrumentos musicais com materiais acessíveis – muitas vezes sucata -, e faz um resgate do folclore infantil brasileiro, “o que é importante para resgatar valores morais éticos e humanos”, ressaltou Cheila.Os vereadores Márcia Kozelinski (PPS) e Cilmar Pastorello (PL), perguntaram se Cheila teria disposição de ampliar o projeto, para que todos os professores do município tivessem acesso ao curso. Isso porquê os vereadores acreditam que no repasse dos conteúdos, das diretoras e coordenadoras, para os professores, possa acontecer dificuldades. “Esse é um dos meus objetivos, pois realmente esse problema existe. Tenho disponibilidade e ficaria honrada em poder trabalhar diretamente com os professores”, desejou.O autor do convite, vereador Marco Pozza, contou que a secretária Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Solange de Oliveira, declarou que o projeto contribuiu para o melhor desempenho dos professores em sala de aula.O presidente da câmara, Laurindo Cesa (PSDB), levantou a questão da música folclórica, que está sendo esquecida pela população. “Não posso dizer com certeza o que acarreta esse esquecimento. Pode ser culpa da mídia ou dos professores, que não resgatam essas músicas nas suas aulas. Quando trabalho com os professores as músicas folclóricas do nosso estado, observo que alguns deles não conhecem as canções”, lamentou Cheila. Ao final, Cesa ressaltou a necessidade de valorizar a cultura paranaense.