Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

No Legislativo, entidades parceiras lançam a campanha “Maio Amarelo”

As ações de prevenção e conscientização para a redução de acidentes de trânsito, a campanha “Maio Amarelo”, foi lançada na Câmara de Pato Branco na segunda-feira (8), na presença de representantes da sociedade civil organizada, do vice-prefeito Robson Cantu (PSD). O espaço de convidados da sessão plenária, a convite do vereador Rodrigo Correia (PSC), foi ocupado pela chefe da Ciretran, Marilene Meneguzzo, e pelo comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM) tenente-coronel, Robertinho Dolenga. Presidiu a sessão de lançamento do movimento, o vereador Carlinho Polazzo (Pros).O Maio Amarelo, mês de conscientização para melhoria no trânsito, segundo eles, tem como tema “Minha Escolha faz a Diferença no Trânsito”. O objetivo é conscientizar a sociedade sobre a importância de um comportamento seguro no trânsito. A chefe da Ciretran destacou os parceiros do movimento, entre eles o Legislativo, e explicou que as ações de conscientização serão realizadas no Centro, bairros e nas comunidades do interior. O lançamento do movimento na sessão plenária comentou Marilene, se deu porque começou a tramitar o projeto de lei, de autoria do vereador Rodrigo, que institui no âmbito do Município de Pato Branco o “Maio Amarelo-Atenção pela Vida”, que fomenta ações pedagógicas de conscientização. “O trânsito não é do Governo, do Município, ele é o cidadão”, afirma Marilene, enfim, o trânsito seguro depende de cada cidadão.O comandante do BPM, tenente-coronel Dolenga, reafirma que as ações sempre devem estar focadas no comportamento dos motoristas. Ele relatou que na área de atuação do BPM (16 municípios) de janeiro de 2016 até abril de deste ano, foram registrados 1.500 acidentes. O que preocupa, segundo ele, é o número de óbitos (9) e feridos (500). Em Pato Branco, conforme os dados, no período estão registrados um total de 1.074 acidentes. Com vítimas 297, atropelamentos 25, óbitos quatro. Infrações por embriaguez 140, sem o cinto de segurança 718, avanço de sinal, preferencial 180, dirigir usando o celular 109 infrações. O objetivo do projeto de lei é buscar a redução de acidentes em Pato Branco e através da conscientização, educação em defesa da vida e da segurança do transito, ressaltou o vereador Rodrigo, autor do projeto, lido na sessão deliberativa de segunda-feira. O projeto que deverá a ser aprovado pelo Plenário dentro de aproximadamente 40 dias. Ele prevê caminhadas, corridas de ruas, passeios ciclísticos e com motos, blitz educativa, distribuição de cartilhas para alunos das redes municipal e estatual de ensino. Além de palestras, simpósios, peças teatrais, audiências públicas e outros eventos.