Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Pastorello adverte para falta de representação

Pato Branco é carente de representantes estaduais e federais, a sociedade organizada vem desenvolvendo atividades para tentar solucionar esse problema, como a Carta de Pato Branco, feita recentemente com iniciativa do Fórum de Desenvolvimento de Pato Branco; e a campanha: “Vote certo! Vote pelo sudoeste”.Buscando contribuir nesse sentido, o vereador Cilmar Pastorello (PL) usou o espaço do grande expediente, na sessão ordinária da Câmara Municipal de Pato Branco, realizada no último dia 14, trazendo estatísticas do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). “No caso dos candidatos a deputado estadual, em 2002 tínhamos 43.586 eleitores, desses, 17,85% não foram à urna (abstinência), sendo que 35.761 pessoas votaram. Desse número, 14% foram de votos brancos ou nulos, resultando em 30.707 votos válidos. Os candidatos do município fizeram 22.998 (74,9%), contra 7.709 votos (25%) dos candidatos de fora”, relatou.Conforme o vereador, em 2002 existiam 223 candidatos a deputado estadual. ”Vários desses candidatos fizeram menos de cinco votos”, disse Pastorello. O líder do PL também apresentou uma previsão para as eleições desse ano. Considerando o número de eleitores atual, que passou para 46.560, com o mesmo índice de abstenção (17,85%), e fazendo um aumento de 50% no índice de votos brancos ou nulos, o cálculo de Pastorello indica 30.606 votos válidos no município, desses 22.550 votos para candidatos de Pato Branco e 7.556 para os de fora. “Aumentei em 50% o índice de votos brancos ou nulos porque vejo várias pessoas dizendo que vão fazer isso, descontentes com a atuação dos políticos. Essa pode ser ume previsão pessimista, assim como pode ser otimista”, salientou.Para os deputados federais, na última eleição, os votos nulos e brancos tiveram um índice menor, ficando em 9,33%. No total, foram 81,65% de votos para os candidatos do município contra 18,85% para os de fora. Nesse caso, a projeção apresentada por Pastorello prevê para este ano, 26.078 votos para os candidatos de Pato Branco e 5.860 para os de fora.“Precisa ficar claro para a população que não temos 46 mil votos a serem disputados, como dizem alguns candidatos. Acredito que o sistema eleitoral não permite que cada região tenha seu representante. Se tivéssemos o voto distrital, por exemplo, com certeza isso seria diferente. É preciso que haja uma reforma no sistema eleitoral brasileiro para que cada região tenha seu representante”, disse. O vereador Volmir Sabbi (PT) seguindo o raciocínio de Pastorello recomendou aos eleitores votarem em candidatos que tenham compromisso com a região, e elogiou o trabalho promovido pelo Fórum de Desenvolvimento de Pato Branco na confecção da Carta de Pato Branco. O líder do PDT na câmara, vereador Nelson Bertani, alertou que para deputado estadual, “não existe nenhuma coligação que eleja um candidato com menos de 25 mil votos”.