Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Presidente do Legislativo participa de evento e destaca união entre os poderes

Em solenidade presidida pelo desembargador Celso Rotoli de Macedo, presidente do Tribunal de Justiça, foi lançada no sábado, dia 15, a pedra fundamental do novo prédio do fórum desembargador James Pinto de Azevedo Portugal, da comarca de Pato Branco, que abrange os municípios de Vitorino, Itapejara D”Oeste e Bom Sucesso do Sul.Participaram da cerimônia, desembargadores, prefeito Roberto Viganó (PDT), vice-prefeito, Daniel Cattani (PSDB), presidente do Legislativo, Claudemir Zanco (PPS), que representou a Câmara de Vereadores, secretário Edson Casagrande, da Secretaria de Assuntos Estratégicos do Paraná, além de prefeitos da região, secretários municipais, juízes, promotores, advogados e lideranças da comunidade.O novo prédio, que terá 7.500 metros quadrados, será construído no terreno localizado na Rua Paraná, esquina com a Rua Maria Bueno, próximo ao Terminal Rodoviário José Cattani. O município doou o imóvel com 6.951,87 m², avaliado em R$ 1.050.000,00, através da lei 3.187, de 26 de junho de 2009, aprovada pelos vereadores. Na obra serão investidos R$ 15 milhões. “O investimento é resultado da parceria entre o Judiciário, Executivo e Legislativo”, segundo o prefeito, pois, os vereadores aprovaram a lei que autorizou a compra do terreno destinado à nova estrutura do Poder Judiciário. O valor atualizado passa de R$3 milhões, mas na época, adiantou Viganó, foi pago R$ 1 milhão. Viganó lembrou que a atual estrutura do Judiciário será repassada ao município através de um termo de comodato, sem prazo determinado. O presidente do Legislativo, Claudemir Zanco, recordou o processo de votação da lei que autorizou o prefeito a adquirir a área. Na ocasião, os dez vereadores aprovaram a lei que prevê um investimento superior a R$ 15 milhões, acrescentando que, pela primeira vez na história houve a integração dos três poderes. Ele comentou ainda que a intenção do Judiciário é de melhorar o ambiente físico, mas, acima de tudo, o atendimento à população. A juíza diretora do fórum, Jurema Carolina Gomes , explicou que a nova sede é importante para o Poder Judiciário de Pato Branco, porque houve um aumento no volume de processos nos últimos anos e a estrutura do fórum não comporta mais a demanda e,ainda, o número de funcionários trabalhando, o espaço está pequeno. O desembargador Celso Rotoli de Macedo, que deixa no final do mês à Presidência do Tribunal, disse que a sua gestão esteve voltada para a construção e instalação de novas varas, porque, segundo ele, deste 2003, o Tribunal de Justiça criou 60 varas, mas até o momento nenhuma está instalada. “Até o final do meu mantado, eu pretendo instalar mais de 10 varas”, afirmou Celso.