Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Ubiracy José Tesserolli

Projeto de lei quer permitir entrada de animais em hospitais de Pato Branco

Está tramitando no Legislativo, o projeto de lei, de autoria do vereador Vilmar Maccari (PDT). A proposta defende que ter contato com os animais, considerados integrantes da família, gera resultado positivo, faz bem para o paciente e estimula a sua recuperação.

Segundo Maccari, a iniciativa é baseada em um projeto que está em discussão na Assembleia Legislativa do Paraná. Pelo projeto, cada estabelecimento contratado, conveniado e cadastrado no Sistema Único de Saúde (SUS)  a seu critério, criará normas e procedimentos próprios para organizar o tempo e local de permanência dos animais para a visitação de pacientes internados.

No Brasil, ressalta o vereador, dezenas de hospitais, por exemplo, Hospital Albert Einstein, em São Paulo, permite a entrada de animais dos pacientes para auxiliar na recuperação.  A Terapia Assistida por Animais (TAA), também conhecida por pet terapia, zooterapia ou terapia facilitada por animais é uma pratica realizada por profissionais da área de saúde, com o objetivo de promover o desenvolvimento físico, psíquico, cognitivo e social dos pacientes.

Segundo especialista, durante a TAA há produção e liberação de hormônio endorfina no  corpo do paciente, o que resulta na sensação de bem-estar e relaxamento, assim como a diminuição da pressão arterial e o nível do hormônio cortisol.

Para que tenha acesso autorizado ao hospital, o animal precisa estar limpo, vacinado e possuir laudo veterinário que ateste boas condições de saúde.  A proposta estabelece que a entrada dos animais só seja permitida mediante autorização da comissão de infectologia do hospital.

Os animais deverão entrar nos hospitais em caixas de transporte adequadas ou utilizando guias presas em coleiras. O projeto não permite a presença de animas nas áreas de isolamento, quimioterapia, transplante, Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), entre outras.