Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Projeto para reforma de banheiros e cozinha é aprovado

O Projeto de Lei nº 13/2007 que firma convênio entre Executivo e a Fundação Pato-branquense do Bem Estar do Menor (Fundabem), no valor de R$ 50 mil, com objetivo de reformar os banheiros e a cozinha de entidade, foi aprovado em primeira discussão e votação na sessão de ontem (12) da Câmara Municipal de Pato Branco. A matéria recebeu parecer favorável dos relatores Aldir Vendruscolo (PD), Comissão de Justiça e Redação; Laurindo Cesa (PSDB), Comissão de Políticas Públicas; e Nelson Bertani (PDT), Comissão de Orçamentos e Finanças. Todos concordaram que as reformas precisam ser feitas, destacando o importante trabalho realizado pela entidade.O vereador Guilherme Silverio (PMDB) ressaltou que todos os vereadores são favoráveis a esse projeto. “A câmara não tem recursos próprios para iniciativas como essa, porém, acredita que o trabalho social é dever do poder público. Acredito que, quando investimos no trabalho realizado pela Fundabem, estamos economizando recursos. Pois manter uma estrutura para fazer esse atendimento custaria mais do que os R$ 2,5 mil que damos todo o mês para a entidade”, disse.O líder do PV, vereador Osmar Braun, declarou que a fundação sobrevive com um orçamento de R$ 16 mil mensais. “Desses, R$ 1,5 mil vem do estado, R$ 2,5 mil do município e os outros R$ 12 mil vem da comunidade, do trabalho da diretoria que sai no comércio fazendo arrecadações. A entidade nos auxilia diretamente, porque se não fosse o seu trabalho, realizado através de voluntários, gastaríamos mais do que o valor repassado pela subvenção social”, salientou. Braun parabenizou o prefeito, Roberto Viganó (PDT), por esse projeto de lei e cobrou que o Executivo atenda a um requerimento do vereador datado de 11 de abril de 2005, onde ele pede empréstimo das máquinas da prefeitura para execução de lama asfáltica na rua que liga a rodovia BR-158 a Fundabem. “Depois de quase dois anos, reiterei esse pedido na semana passada. A prefeitura tem apenas que emprestar as máquinas, pois os demais materiais necessários para a execução da obra, como pedra brita e emulsão asfáltica, serão pagos por empresários do município”, relatou.