Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Ubiracy José Tesserolli

Secretária de Saúde participa de reunião e esclarece medidas para cumprimento de jornada de trabalho

A secretária municipal de Saúde, Márcia Fernandes de Carvalho, participou na manhã de quarta-feira (20), de uma reunião na sede do Legislativo.  O convite havia sido formulado pelo vereador Carlinho Polazzo (Pros), para debater os recentes acontecimento que envolveu um profissional da área média {não cumpria a carga-horária de trabalho}, bem como,  detalhar as medidas adotadas para evitar que tais fatos não venham a se repetir.

A secretária disse que a reunião foi bastante positiva, pois o Legislativo deve conhecer o funcionamento e ajudar o Município. Márcia explicou que na reunião, ela pode esclarecer a complexidade que a estrutura apresenta nas mais  diversas jornadas de trabalho existentes, ou seja, de 20, 30 e 40 horas.

Também antecipou que, a fiscalização sobre o cumprimento da carga-horária é de responsabilidade dos coordenadores de setor, eles devem repassar informações,  caso o servidor não cumpra o horário estipulado. “O episódio que envolveu o servidor, o médico, causou surpresa, pois, ela {Márcia} não tinha conhecimento”, ressalta a secretária, que nas reuniões específicas não recebeu qualquer informação, mas tudo serve de lição a todos nós.  Anunciou que está em andamento um estudo que levará a terceirização dos serviços de limpeza e higiene. Os atuais servidores deverão ser deslocados para outras secretarias, por exemplo,  educação.

“A preocupação do Legislativo está ligada ao cumprimento de horário”, comentou o vereador Polazzo, pois é preciso saber quais as ferramentas de controle à disposição da secretaria. A polêmica foi gerada após a prisão de um médico, acusado de não cumprir o horário de trabalho. Com isso, ficou acordado que os coordenadores devem monitorar o cumprimento da carga-horária de cada servidor. Polazzo explicou que muitos profissionais cumprem jornadas diferentes “de segunda-feira a sexta-feira”,  mas a exigência está na informalidade. A partir de agora, a regulamentação se dará através portarias.