Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Secretaria será contemplada com ônibus através de recurso devolvido pelo Legislativo

Em segunda discussão, última etapa do processo de votações em Plenário, foram aprovados quatro projetos de lei, de autoria do Poder Executivo, em sessão extraordinária, os quais destinam recursos a Fundabem, Associação Missão Vida Nova, Portadores de Deficiência da Escola Rocha Pombo e S.O.S Vida. Com 24 emendas, aprovado durante a sessão ordinária, o projeto de lei, que dispõe sobre o Plano Plurianual 2014 a 2017. O Plano Plurianual (PPA) é a lei que prevê a arrecadação e os gastos em programas e ações para um período de quatro anos. O projeto volta à pauta de votação na sexta-feira, dia 12, em sessão extraordinária. Nesta quinta-feira,11, está na pauta da sessão extraordinária, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A lei estabelece as metas e prioridades para o exercício financeiro, orienta a elaboração do orçamento e faz alterações na legislação tributária. Educação e saúde são às áreas contempladas com mais volume de investimentos no próximo ano pelo governo municipal. O orçamento total passa de R$ 180 milhões. O investimento em saúde passa de R$ 66 milhões, educação R$ 51 milhões, obras têm um valor previsto de aproximadamente R$ 14 milhões. Em relação ao orçamento vigente, de R$ 167 milhões, o futuro orçamento registra um acréscimo de cerca de 5%, contrariando os percentuais anteriores, por exemplo, o orçamento de 2012, que previa um valor de R$ 154 milhões, ou seja, acréscimo de 14 % na comparação com a atual previsão orçamentária. Participação: O presidente da Câmara Municipal, vereador Valmir Tasca (DEM), acompanhado de outros vereadores, entregam ao prefeito Augustinho Zucchi (PDT), na sexta-feira pela manhã, o cheque no valor de R$ 1 milhão referente à economia gerada pelo Legislativo nos últimos seis meses.Com o dinheiro, segundo o presidente Tasca, o Município vai adquirir um ônibus, para a Secretaria de Esportes, Lazer, Juventude e Idoso. Tasca lembrou que, a compra do veículo é fruto de um acordo com o Executivo, legalmente o valor devolvido é o prefeito que define o setor a ser contemplando, porém, acrescentou o presidente, o Executivo está atendendo a um pedido do Legislativo.