Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Silverio pede que CCO repense o assunto

A comunidade evangélica de Pato Branco conta com significativa parcela da população do município, para atender essa demanda, há várias edições a Expopato traz um show gospel. Recentemente, a Comissão Central Organizadora (CCO) anunciou os shows dessa edição da feira, e entre eles, não figurou um artista evangélico. Buscando fazer com que os organizadores da Expopato tragam uma apresentação desse gênero, o vereador Guilherme Silverio (PMDB) apresentou uma indicação na sessão ordinária do último dia 21, da Câmara Municipal de Pato Branco.Na sessão de ontem (31), o vereador voltou a questão, usando o Grande Expediente. “Talvez isso tenha passado desapercebido pela organização, conversei com o Júlio Lattmann (secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico), e com o vereador Osmar Braun (PV), que me contou que esse assunto não foi cogitado nas reuniões da comissão”, relatou Silverio, dizendo que falou com o prefeito Roberto Viganó (PDT) para tentar convencê-lo de que esse tipo de apresentação se tornou uma tradição na feira, e os evangélicos criaram uma expectativa para o show. Segundo o vereador, a bilheteria dessas apresentações foi satisfatória nas últimas edições da feira.Ainda na sessão de ontem, Silverio fez um requerimento pedindo para que o executivo envie uma planilha de gastos com os shows contratados. “Acredito que um show gospel seja mais acessível que os comerciais. Lembrando que esses artistas passam uma mensagem de paz, fazem uma apresentação para toda a família”, alegou.O vereador Marco Pozza (PMDB) perguntou se a prefeitura teria se manifestado sobre a indicação de Silverio. Ele respondeu que houve a sugestão de chamar um desses artistas pela bilheteria. “Acho que essa proposta não é viável, se tratando de artistas premiados, que se apresentam em todo o Brasil e até fora do país. Que vendem em torno de dois milhões de cópias por ano”, salientou.Ao final, Silveiro ressaltou que Pato Branco é referência nacional no segmento Gospel, através da banda Ministério Filhos do Homem, que é o grupo paranaense que mais vendeu álbuns na história do estado.