Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Vereador destaca em pronunciamento ações do MPF em Pato Branco

O líder do PC do B, vereador Raffael Cantu, abordou durante pronunciamento, a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) em Pato Branco, que ajuizou Ação Civil Pública (ACP) de responsabilização por ato de improbidade administrativa contra sete pessoas por apropriação indevida de verba federal destinada à construção do Parque Tecnológico. A Procuradoria também pede a indisponibilidade dos bens dos acusados e reparação do dano causado ao erário que, com os valores atualizados, chega a quantia de R$ 3.520.993,51. Ainda solicita a quebra de sigilo bancário da conta-corrente que recebeu os recursos públicos decorrentes do convênio firmado com MCT e quebra de sigilo bancário e fiscal dos sete envolvidos. Entre os investigados estão o ex-prefeito do município, Roberto Salvador Viganó, funcionários e administradores da empresa responsável pela obra.***Fala do vereador***“É uma vergonha para nós pato-branquenses, uma obra que deveria estar pronta há muito tempo e até hoje não está concluída”, disse o vereador. O furo, conforme citou Cantu, passa de R$ 3 milhões. Mais adiante, ele recordou que assunto foi debatido no Legislativo, com base no relatório emito na época pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), que apontou que os recursos repassados não estavam equivalentes, não correspondiam ao andamento da obra. “Um caso que demorou, mas finalmente temos um posicionamento da justiça, que é encaminhar uma ação civil pública”, acrescentou, destacando que o procedimento é importante, independente de quem é culpado ou deixa de ser culpado, o importante é valorizar aquilo que é do povo, principalmente dar uma resposta ao pato-branquense sobre um possível desvio de dinheiro.