Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Vereador Guto Silva propõe a criação da Creche do Vovô

Preocupado com o crescimento do número de idosos, resultado da ampliação da expectativa de vida da população, o vereador Guto Silva (DEM) propôs a criação da “Creche do Vovô” (Projeto de Lei nº. 50/2009). Segundo Silva, o objetivo não é criar um asilo, mas um espaço onde o idoso possa passar o dia, com café da manhã e almoço. “Também poderemos oferecer atividades físicas, por exemplo, melhorando a saúde e qualidade de vida da terceira idade. Com isso, até o consumo de alguns medicamentos pode ser reduzido”, disse.O vereador Claudemir Zanco (PPS) parabenizou Silva pela idéia e relatou que um atendimento parecido é realizado no Centro Dia localizado no bairro Planalto. “Acredito que devemos levar esse benefício para os demais bairros. Outra ação importante na questão da terceira idade seria a criação de um departamento ao molde do Conselho Tutelar para atender a terceira idade”, sugeriu. A vereadora Arilde Longhi (PRB), que foi Secretária Municipal de Ação Social no período de 2001 a 2004, também ressaltou a importância do trabalho realizado pelo Centro Dia e a necessidade de ampliar o atendimento para outros pontos da cidade. Outra sugestão apresentada para a melhoria da qualidade de vida da terceira idade partiu do vereador William Machado (PMDB), que indicou a criação de um calendário de atividades envolvendo os idosos.O líder do governo, Nelson Bertani (PDT), também parabenizou a idéia da Creche do Vovô e da criação de um conselho tutelar para a terceira idade. “Apenas acredito que devemos mudar o nome, para que as mulheres não se sintam discriminadas. Sei que esta não é a intenção do projeto, mas acredito que um nome como creche para a terceira idade fique melhor”, opinou.Conselho Municipal do IdosoO vereador Guto Silva convidou a presidente do Conselho Municipal do Idoso, Lori Busato, para falar sobre a realidade do idoso em Pato Branco e comentar sobre a viabilidade da Creche do Vovô. Lori usou o espaço para convidados da sessão desta quarta-feira, da Câmara Municipal de Pato Branco, falando sobre o funcionamento do Centro Dia e ressaltando a necessidade de criar mais um, na zona sul, para atender o crescente número de idosos no município.“No conselho, recebemos diariamente uma média de duas denúncias diárias, de diversos tipos, como agreções. O conselho resolve algumas dessas situações, mas na maioria dos casos não conseguimos chegar a uma solução. A nossa lei, que para a época que foi criada era excelente, hoje precisa ser modificada para que possamos fazer um trabalho melhor”, disse. Para Lori, a criação de um departamento do idoso dentro da Secretaria Municipal de Ação Social, com poderes para resolver as diversas situações que surgem diariamente seria o ideal e é uma reivindicação antiga do conselho.