Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Vereadores autorizam reforma no Centro Cultural de Pato Branco

Os vereadores autorizaram o prefeito Augustinho Zucchi (PDT) abrir crédito suplementar no orçamento municipal, no valor de R$ 891 mil. O dinheiro é destinado para quitar despesas com salário e encargos sociais do Programa Saúde Bucal, auxílios-transporte e alimentação de servidores da Educação e aquisição de cadeiras para reforma do Centro Cultural {464 poltronas para o auditório e poltrona retrátil}.Segundo a diretora do Departamento de Cultura, Eliane Gauze, a partir da aprovação pelos vereadores do projeto de lei, deverá ser aberto processo licitatório para a compra das poltronas. A reforma prevê a retirada do carpete, que é uma espécie de tapete que reveste o soalho do auditório.Outro ponto que vai passar por reforma, conforme a diretora, é o forro que está bastante danificado, inclusive, tem uma parceira de muitos anos {coruja} que deverá se retirar do forro, humorizou a diretora. “A presença de aves está danificando a rede elétrica”, explicou.As novas poltronas bem mais confortáveis, com espaço, apoios para os dois braços, deverão reduzir o número de público. Atualmente, a capacidade do teatro é para 580 lugares, porém, com a nova estrutura passará para aproximadamente 485 lugares. “O modelo é uma exigência do setor de segurança”, ressaltou.O vereador Guilherme Silverio (PROS) disse que anunciava com alegria que o Legislativo está apoiando a reforma do Teatro Municipal, reforma que vem sendo aguardada há muito tempo pela comunidade pato-branquense. Silverio também registrou e elogiou a série de eventos que têm com palco o Centro Cultural de Pato Branco.***Moção***Na sessão de segunda-feira (4), o vereador Gilson Feitosa (PT), efetuou a entrega de homenagem à equipe do Pato a Jato. A equipe participou de uma competição internacional de eficiência energética e conquistou o título de vice-campeã da Shell Eco-marathon Americas 2015, na capital do automóvel.Esta foi a quarta edição da Maratona americana, realizada de 9 a 12 de abril, em Detroit, Michigan (USA). O evento atraiu mais de cem equipes de estudantes de diversos países, nas seis categorias de energia (Gasolina, Etanol, Diesel, Bateria Elétrica, Hidrogênio e GTL (Gás-para-Líquido)), com o objetivo de competir pelo melhor desempenho de seus protótipos, percorrendo a maior distância com a menor quantidade de combustível.O Brasil esteve representado com quatro equipes, sendo essas dos estados do Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Minas Gerais: a Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), de Joinvile (SC), Universidade Federal de Itajubá (MG) e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – Câmpus Pato Branco.A equipe Pato a Jato competiu na categoria Etanol com o protótipo Popygua, (que em tupi-guarani significa “relâmpago”) e alcançou um consumo de 316km/l (quilômetros por litro), superando a própria melhor marca anterior: 252,014km/l, conquistada no vice-campeonato nacional no final de 2014.Desta vez, um desempenho de 42km/l distanciou o Popygua do protótipo campeão Tatonkatoo, da Universidade do Colorado, o qual obteve um consumo de 358km/l. A equipe Pato a Jato esteve na Shell Eco-marathon Americas com sete acadêmicos do Curso de Engenharia Mecânica: Alex Fernando Scalizze, Jean Leonel Carlesso, Luís Carlos Biesek Jr, Mateus Sergio Rizzi, Murilo Sergio Rizzi, Ricardo Scandolo Teixeira e Rodrigo Wendhausen Xavier (Capitão da Equipe), acompanhados do atual Coordenador do Projeto, professor Marcio Tadayuki Nakaura, do Departamento de Engenharia Mecânica.