Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Vereadores debatem propostas e cultura em sessão do Legislativo

Os vereadores aprovaram, na sessão plenária de quarta-feira (25), na Câmara Municipal, dois projeto de lei, que autoriza abertura de credito no valor de R$ 412 mil e a concessão de subvenção social Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Pato Branco (Apae). O projeto destina repasse no valor mensal de R$ 3.595,62 mensais, enquanto houver transferências do Governo Federal.Usou o espaço do grande expediente, o vereador Geraldo Edel de Oliveira, Ito Oliveira (PV). Ito comentou o trabalho que realizou quando assessor do deputado estadual Nereu Moura (PMDB), tendo permanecido no cargo por seis meses de “1.07.2006 a 1.02.2007”.No período, segundo o vereador, desenvolveu diversas ações em prol da comunidade regional, mas com o advento da morte de seu pai, pediu exoneração, não estava em condição psicológica para continuar o trabalho. “Seria injusto continuar ganhando sem prestar trabalho”, afirmou.O pronunciamento do vereador Ito, foi motivado pelo pedido feito pelos vereadores Raffael Cantu, do PC do B, e Gilson Feitosa, do PT, enviado através de requerimento à Assembleia Legislativa do Paraná, que pede informações a respeito da sua nomeação para assessor do deputo Moura. O ato aconteceu há mais de 10 anos. Maurício Mezzomo, artista, ator, diretor e professor de teatro, formando pela Universidade Federal de Pelotas (RS), usou a tribuna livre. Mezzomo defendeu politicas públicas voltadas à Cultura. “A cultura, segundo ele, é também um meio de humanização, não se limitar ao passado, é produzida a todo instante, oscila, liberta, censura, edifica e destrói”, afirmou ao defender a criação do Sistema Municipal de Cultura, do Fundo de Cultura. Para ele, os eventos Natal de Pato Branco, Casinha do Papai Noel, Casinha do Coelho, estão inseridos no processo nacional de {cultura} e não local. Também questionou “ é de interesse da Secretaria de Educação a coordenação dos eventos, ou da Secretária de Desenvolvimento Econômico?”.**Defesa**O líder do governo, vereador Claudemir Zanco, Biruba (PROS), disse que também que gostaria de ser chamado para debater cultura. Biruba lembrou que participou na administração passada da criação do Conselho de Cultura. Então, os demais vereadores também debatem, cobram políticas públicas. “Senhor está falando que o Natal não é cultura, que as pessoas que ensaiam o ano inteiro não transmitem cultura”, muito pelo contrário, disse Biruba, é um momento único para fomentar, incentivar a cultura, que mais pessoas pratiquem o teatro. “Os eventos atraem, chamam o jovem para a cultura”, afirmou. O vereador concorda que são poucos os eventos voltados à cultura, porém, é preciso começar, o momento é de sentar-se à mesa e programar ações. “Aqui todos os vereadores defendem a cultura, e não somente um vereador ”, salientou Biruba.