Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Ubiracy José Tesserolli

Vereadores debatem viabilidade da implantação de Banco Alimentos em Pato Branco

O projeto de viabilidade para implantação de um Banco de Alimentos em Pato Branco foi debatido durante a sessão deliberativa de segunda-feira (4), do Legislativo. Através de convite formulado pelos vereadores Carlinho Polazzo (Pros) e Ronalce Moacir Dalchiavan (PP), participou da sessão a professora Graciela Caroline Gregolin, do curso de nutrição das Faculdades de Pato Branco (Fadep), ainda, com atuação nos cursos de estética e gastronomia.

O projeto é resultado de um trabalho de conclusão do curso de nutrição, voltado à área de nutrição social, ou seja, debates sobre segurança alimentar e o desperdício de alimento. O projeto foi desenvolvimento pelas acadêmicas  Tainá Kruger e Jaine Moreira da Silva.

O trabalho surgiu de uma demanda do Conselho Municipal de Segurança Alimentar, conforme comentou a professora, e durou pouco mais de dois meses.  O Banco de Alimentos busca reduzir o desperdício de alimentos e reduzir os índices de vulnerabilidade em segurança alimentar, uma forma de combater à fome.

O objetivo do projeto foi de investigar a viabilidade estrutural, logística e de participação social.  Foram investigados quais os possíveis doadores, pois, a partir das doações de alimentos é que o banco terá condições de operar, bem como, se  os alimentos estão nos padrões de consumo e a legislação que normatiza a sua implantação em Pato Branco.

A pesquisa foi qualiquantitativo, o cenário de estudo e participantes da pesquisa. A coleta de dados foi realizada em três etapas: identificação dos beneficiários, possíveis doadores,  avaliação da estrutura física e análise de dados.  Os dados indicam que existe viabilidade, ou seja, a doação de alimentos para atender a demanda inicial, principalmente de frutas,  vegetais folhosos e legumes. O diagnóstico envolveu nove supermercados e uma distribuidora de alimentos.

O banco poderia ocupar uma pequena estrutura física do Horto Municipal. Atualmente, o Município desenvolve capacitação de pessoas no setor de produção de compotas {conservação de frutas ou vegetais} e alimentos. O banco poderá atender mais de 7 mil pessoas, além de entidades não governamentais, por exemplo, o Lar de Idosos.

Bairro

A Tribuna Livre foi utilizada por Fiorindo José Roman, do bairro Planalto. Ele sugeriu aos vereadores diversas melhorias para o bairro, entre elas, a revitalização do acesso.  Uma reunião com a presença de moradores, segundo Fiorindo, apontou que, o bairro merece uma entrada mais bonita do que ele tem e outras ações de melhorias, Também cobrou calçada destinada ao pedestre, existem imóveis sem a estrutura.