Notícias

Pato Branco, PR °min °max

Autor: Admin

Vereadores e empresários aprovam documento a ser entregue ao Dnit

O presidente do Legislativo, vereador Geraldo Edel de Oliveira, Ito Oliveira (PV) coordenou na companhia de outros vereadores, nesta segunda-feira (29), a reunião que contou com a presença de empresários estabelecimentos às margens da BR-158 e que foram notificados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), para que providenciem a construção de acessos aos seus empreendimentos, do contrário os acessos serão fechados.Na reunião na sede do Legislativo, foi apresentado o teor do documento que será entregue ao superintendente do Dnit no Paraná, José da Silva Tiago, no próximo dia 07 de março, às 14h, em Curitiba. A comitiva de Pato Branco é integrada por vereadores, empresários e pelo prefeito Augustinho Zucchi (PDT).O documento destaca que o Brasil vem passando por uma grave crise politica e econômica, com a redução drástica de investimentos públicos e privados, momento em que se deve agir com prudência na busca de soluções. “Uma eventual medida extrema do órgão responsável pela rodovia, em determinar o fechamento dos acessos tidos como irregulares poderiam inviabilizar as atividades industriais e comerciais das empresas notificadas. Por isso, é solicitada a suspensão do referido procedimento administrativo, para que se busque uma solução comum para a regularização dos acessos as empresas”.O presidente do Legislativo lembrou que, o Município está impedido de promover qualquer alteração, mexer na rodovia, razão pela qual os vereadores, o prefeito e empresários vão a Curitiba para encontrar uma solução, um entendimento. A solução final do problema, ressalta o presidente, está centrada na construção do Contorno Norte, que transforma a rodovia em uma Avenida, isto é, fica sob a égide do município. Para o engenheiro Leandro Ceni de Oliveira, a resolução imediata está na conclusão das marginais, que, segundo ele, não foram concluídas, sofreram solução de continuidade, do contrário em pouco tempo, o problema voltará à pauta de discussão. Outro ponto, por exemplo, citou o engenheiro, é atração de empresas para Zona Norte, nenhum empresário vai investir no local nessas condições, “dificuldade de acesso”.